TrueGrit - MixedGrit Halftone 2a.tif

6ª bienal de quadrinhos - online

(evento de hq's)

6ª bienal de quadrinhos 2021 item 04 dia 07.08 avatar 180 x 180px (1) (1).png
[ bienal de quadrinhos ]
Sobre o projeto

Em 2020, em meio à pandemia e a pandemônios, a Bienal de Quadrinhos de Curitiba se reinventou. Quatro dias de ações online, com 30 convidados nacionais e internacionais, retransformaram o evento para que ele continuasse, mesmo que a distância, a incentivar, debater, divulgar e refletir sobre a produção de quadrinhos no Brasil e no mundo.


Neste ano, a 6ª edição da Bienal de Quadrinhos, agora totalmente online, ganha forma definitiva e apresenta cinco meses de intensa programação cultural gratuita sobre o tema Música & Quadrinhos. Da residência artística ao lançamento de uma coletânea inédita com obras de Luiz Gê – homenageado da edição, há também uma feira de HQs online, palestras, debates e oficinas e a cocriação de obras e ações formativas voltadas ao público de cidades da região metropolitana de Curitiba.


Tudo começa já em agosto, com a Residência Bienal. O intercâmbio de processos criativos entre seis artistas (músicos e quadrinistas) é a receita para a criação de obras em conjunto, a partir da interação entre as duas linguagens. Os residentes contarão com a  tutoria de Luiz Gê e Arrigo Barnabé, mestres na criação entre linguagens. A intenção é propiciar o contato dos residentes com estes dois ícones dos quadrinhos e da música, para que o inusitado deste encontro se revele como expressão. Participam da residência artistas de diversos estados, como Grazi Fonseca (RS), Gabriel Góes (DF), Marília Marz (SP), Fernando Nicknish (SC), Rodrigo Stradiotto (PR) e Silvanny Sivuca (SP).


Luiz Gê, aliás, terá sua trajetória artística revista em uma compilação inédita de projetos envolvendo música e quadrinhos, criados em sua carreira de quase meio século. O projeto gráfico e edição do livro serão coordenados pela Bienal de Quadrinhos de Curitiba, que prevê a impressão de 500 exemplares e distribuição gratuita para Gibitecas do Paraná e do Brasil. Uma live de lançamento, com a presença do autor, marca este momento simbólico na consolidação da obra do homenageado desta edição.


Muvuca online
Em novembro, a feira da Bienal de Quadrinhos, tradicional espaço de trocas, encontros e surpresas, ganha nesta edição um formato totalmente online, mas com as mesmas características que a consolidaram como um dos eventos mais aguardados da Bienal. Num ambiente virtual, haverá o compartilhamento de interesses na produção de HQs, exposição de artistas e editores, com interação em tempo real com o público. Serão 100 participantes selecionados pela curadoria da Bienal de Quadrinhos: Mitie Taketani, fundadora da Itiban Comic Shop; Vadeco Schettini, músico e produtor; e Fabio Zimbres, quadrinista e ilustrador. Ao todo serão 12 horas de programação, e uma festa online para celebrar o encerramento – porque ninguém é de ferro.


As ações formativas da Bienal de Quadrinhos Online, abertas ao público, acontecerão em duas semanas, em setembro e outubro. Estão previstas palestras, debates e oficinas com mais de 30 convidados nacionais e internacionais, que irão explorar também o diálogo entre música e quadrinhos. As oficinas serão dirigidas para diferentes públicos (adulto, infantil, profissionais e iniciantes) conforme processo curatorial, e ofertadas em vagas limitadas, por meio de inscrições.


Comprovando seu compromisso com a formação cultural, a Bienal de Quadrinhos Online também irá promover uma oficina online de HQs. Desenvolvida pelo Instituto Caranguejo, a ação será especialmente direcionada para o público infanto-juvenil das escolas públicas, em articulação com as regionais de educação em Curitiba.


Em outubro, a Bienal Circula leva até Araucária e São José dos Pinhais atividades culturais de intercâmbio com quatro artistas locais (dois de cada cidade) e dois nacionais para a coprodução de uma obra coletiva. A ação será desenvolvida de forma online, por meio de encontros virtuais entre os artistas. As obras resultantes serão executadas em espaços públicos das cidades e o processo será registrado e disponibilizado nas redes sociais da Bienal.
No decorrer das ações, os 10 anos de vida da Bienal de Quadrinhos de Curitiba serão celebrados. Em novembro e dezembro, uma série de vídeos sobre todas as edições irá relembrar momentos importantes – e desvendar os segredos para que um evento gratuito de democratização da cultura tenha resistido e impactado tanta gente por tanto tempo.
 
Para mais informações, acesse o site da edição: https://bienaldequadrinhos.com.br/online/

Ficha técnica

Coordenação geral Fabrizio Andriani, Gilmar Kaminski, Greice Barros e Luciana Falcon

Curadoria Fabio Zimbres, Mitie Taketani e Vadeco Schettini

Produção Edran Mariano, Julia Basso, Jéssica Quadros, Noah Mera e Priscila Maris

Produção técnica Eduardo Schotten, Marcel Cruz e Paulo Rosa

Assessoria de imprensa e revisão de textos Cristiano Castilho

Planejamento de conteúdo e marketing digital Platea Comunicação & Arte

Crítico da casa Érico Assis

Projeto gráfico Camilo Maia

Design gráfico Adriana Alegria

Audiovisual Fabrizio Rosa

Programação de site SG Studio

Realização Znort Editora, Flutua Produções e Núcleo Produções

Apoio Copel

Projeto aprovado no Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura | PROFICE da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura | Governo do Estado do Paraná.